RSS

Velozes e Furiosos 5: Operação Rio

17 maio

Todos sabemos que nossa “Cidade Maravilhosa” está em Vogue. Com jogos panamericanos, copa do mundo, olimpíadas e alguns filmes como, Cidade de Deus, Hulk, Os Mercenários,  Tropa de Elite e a recente animação do diretor brasileiro Carlos Saldanha, Rio, ajudaram muito a colocar nossa cidade em destaque! Velozes e Furiosos 5: Operação Rio, Vem para engrossar esse caldo e dar mais destaque ainda, para um Rio de Janeiro corrupto, violento e ainda assim, maravilhoso de se explorar!
A fita começa exatamente onde a anterior acabou, quanto o  Dom Toretto (Vin Diesel) é resgatado por  O’Conner (Paul Walker) e Mia (Jordana Brewster), que ficam em fuga até chegar nas terras brasucas. Chegando ao Rio de Janeiro e em busca de liberdade, eles tentaram roubar o maior chefão da cidade, Hernan Reis (Joaquim de Almeida) que tem toda a força policial do Rio em suas mãos.
Para conseguirem executar tal façanha, o trio começa a  resgatar velhos “conhecidos” do Toretto. Porém, Além da equipe que o Toretto reuni, tambem chega ao Brasil o agente federal Hobbs (Dwayne “The Rock” Johnson), que foi enviado para capturar o Toretto e sua gangue, que estão sendo procurados por “assassinatos” no Rio de Janeiro.
Velozes 5  Vem com uma proposta diferente, deixa de lado o mundo dos carros possantes e rachas ilegais, para um roteiro um pouco mais profundo e dinâmico. Neste ponto, acho que o diretor Justin Lin acertou em cheio, após 4 filmes com a mesma temática, corridas, tiros, corridas, acidentes e corridas, estava na hora de inovar. E neste ponto ele acerta! Tira de campo o excesso de corridas sem sentido, e põe uma trama um pouco mais amarrada, onde o grupo de Toretto tem de arquitetar um plano perfeito (que muito me lembra “Onze Homes e Um Segredo”), onde eles devem roubar um cofre de 20 toneladas do QG da policia do Rio de janeiro e ainda assim, fugir do agente Hobbs (The Rock) que está na cola deles.O longa tem seus pontos fortes e o personagem do The Rock é um deles. O agente Federal Hobbs é muito confiante, soberbo e totalmente estereotipado, assim como todos os agentes que vimos em filmes com federais e fará de tudo, para ter em mãos o Toretto!
Mas o Justin Lin peca em alguns pontos. Somente em poucas cenas é mostrado o Rio como de fato um cartão postal. Mesmo o título do longa levando o nome da nossa cidade, grande parte do filme foi filmada em Porto Rico. Também incomoda um pouco, o fato da polícia militar do Rio de Janeiro, não ter um helicoptero para ajudar na perseguição implacável que se dá pelas ruas do centro da cidade. E o fato do nosso brucutu Mór (o agente Hobbs), falar que com excessao de sua interprete (Elsa Pataky no papel da policial Elena Neves), todos os policiais do Rio de Janeiro são corruptíveis. Mas, nada disso atrapalha o desempenho do longa, afinal de contas, esse é um filme feito por americanos, para americanos. E se essa é a visão deles, a culpa é totalmente nossa, que mostramos essa realidade em filmes como Tropa de Elite, Central do Brasil e Cidade de Deus, que foram as películas brasileiras com mais visibilidade no mundo. Agora, o que realmente me incomodou como expectador, foi a dublagem avacalhada de novela mexicana. A cada frase dita pelos comparsas do Reis, eu me contorcia na cadeira. Não entendi o motivo de tal dublagem, se não foi para sacanear, eu não sei. Me sentia assistindo um episódio do seriado de comédia Casseta & Planeta, com aqueles policiais Fucker and Sucker. Simplesmente ridículo.
Mas fora isso, desligue seu cérebro, compre um balde de pipoca, um litro de refrigerante e vá assistir o melhor episódio da franquia de velozes e  furiosos, que vem com um designer diferente, mais arrojado, com 16 cavalos de potência, um humor fora do cotidiano e um roteiro que no mínimo, brinca com a nossa inteligencia!
Sem medo de inovar, Velozes e Furiosos leva nota 8 por dois motivos: Apesar do Justin Lin querer reinventar a franquia, senti falta de pelo menos uma corrida empolgante, que sempre foi o “carro chefe” da franquia. E o segundo ponto perde pela dublagem ridícula que realmente incomodou, não somente a mim, mas, a muitos expectadores. Mas é um filme que mesmo com os seus defeitos, consegue divertir e entreter, ou seja, alcança o objetivo e supera os meus, com uma cena pós créditos, que esta descrita logo abaixo, então, se não quiser SPOILLER, pare por aqui!

Mas se voce é curioso como eu e quer saber, selecione com o ponteiro do mouse o espaço em branco logo abaixo!

O pós créditos começa com o agente Hobbs, na polícia, sentado em sua mesa, até que a EVA MENDES, chega com um dossie para que o Hobbs veja. Ele passa a vista no documento e pergunta se é sobre o Toretto. Ela diz que não, mas pedi que ele continue dando uma olhada no dossiê, até que mostra uma foto de nada mais, nada menos que a MICHELLE RODRIGUEZ, viva e em ação! A cena termina com a Eva Mendes perguntando: Voce acredita em fantasmas? Eu não somente acredito em fantasmas como ja estou muito empolgado para o Velozes e Furiosos 6, que ainda não tem previsão de estréia.

Por Favor, comente! Seu comentário, é o meu salário!

Anúncios
 
13 Comentários

Publicado por em 17/05/2011 em Crítica

 

13 Respostas para “Velozes e Furiosos 5: Operação Rio

  1. saritcha

    17/05/2011 at 3:43

    Noooossa, a dublagem dos personagens brasileiros tava muuuito tensa, realmente em incomodou aquilo. Quanto a visao do rio de janeiro como uma cidade de favela e corruptos, é o que voce disse, nós que mostramos isso, mas se é pra mostrar entao mostrasse direito, tem cenas que se fosse na real mesmo o the rock ja tinha levado um balaço na cara e outros integrantes tambem!!No mais eu gostei do filme, nao digo que foi o melhor mas foi muito mais do que eu esperava.Adorei sua critica, e a cena pós creditos me fez pular da cadeira e soltar um palavrao no cinema entao, troféu joinha pro filme!! husahusahasuo/

     
  2. ESTTAMPA

    17/05/2011 at 4:37

    Esse foi um ponto que nem comentei lá no esttampa, pois achei muito ruim a questão da dublagem e o deserto cara de onde eles tiraram o deserto enfim eu dei um 7 para o filme mais no geral vale a pena ver a adrenalina que corre no filme você nem se pergunta de onde os parceiros de Toretto arrumam os materiais que usam e o dim dim para comprar as cosia heheh, deixa seu comentário lá tbm abraço

     
  3. Victor Cartaxo

    17/05/2011 at 11:56

    Ainda não assisti… essa semana quero ver pra dar minha opinião por aqui também.

     
  4. Adriano

    17/05/2011 at 16:52

    O que mais me incomodou também foi essa tal dublagem horrenda que eles fizeram.Outra coisa foi a cena do trem onde estavam os carros boladões, lembro que no cinema eu disse…"Esse trem não existe no Rio"e depois a cena em que o Brian (Paul Walker) e Dom (Vin Diesel) pulam do penhasco dentro do carro. ae eu disso…"Where the fuck is this place?"Ae que eu fiquei sabendo que partes do filme tinham sido gravadas em Porto rico.O filme é bom, fora que não tem polícia em Niteroi, pois todos os policiais que foram detonados na ponte eram do Rio. Recomendo.

     
  5. Adriano

    17/05/2011 at 16:54

    O que mais me incomodou também foi essa tal dublagem horrenda que eles fizeram.Outra coisa foi a cena do trem onde estavam os carros boladões, lembro que no cinema eu disse…"Esse trem não existe no Rio"e depois a cena em que o Brian (Paul Walker) e Dom (Vin Diesel) pulam do penhasco dentro do carro. ae eu disso…"Where the fuck is this place?"Ae que eu fiquei sabendo que partes do filme tinham sido gravadas em Porto rico.O filme é bom, fora que não tem polícia em Niteroi, pois todos os policiais que foram detonados na ponte eram do Rio. Recomendo.

     
  6. Músico Amador

    17/05/2011 at 19:15

    Pra começar, vamos combinar que para se filmar em uma determinada cidade, o mínimo que se pode fazer é respeitar a geografia do lugar. Então, que lugar é aquele próximo à Avenida Atlântica ? E aquela ferrovia, com aquele deserto e aquele espetáculo de Canyon? O mundo inteiro vai querer conhecer nossa cidade por causa desse canyon. E Porto Rico fica bem longe daqui…rsrrsÉ um bom filme, de longe a melhor atuação do Vin Diesel na série, pelo menos as expressões faciais quando sua irmã estava sendo ameaçada pelos fascinoras foram bastante reais.Os atores que fazem parte da gangue foram escolhidos a dedo. Os mexicanos Tego (Tego Calderón) e Rico (Don Omar) são hilários, e o sotaque mexicano dá o tom cantado para os diálogos.Roman Pearce (Tyrese) mais uma vez manda muito bem. Han (Sung Kang), Tej Parker (Ludacris) e Gisele (Gal Gadot) fecham a excelente equipe. Todos com atuações dentro do exigido. SHOW !!!Mia Toretto (Jordana Brewster) e Vince (Matt Schulze) também fazem o dever de casa.Não sei se todos concordam, mas eu adoro Hernan Reyes (Joaquim de Almeida), mandou muito bem. Quem nunca o assistiu, veja Balada do Pistoleiro (Desperado).Já os protagonistas podemos dizer que Brian O'Conner (Paul Walker) se esconde, dando campo para os demais. Lucas Hobbs (Dwayne Johnson) mais canastrão que nunca e Dom Toretto (Vin Diesel) como disse anteriormente, pelo menos na série, nunca esteve tão bem.As cenas de briga, foram as mais reais possíveis, tirando alguns excessos, mas depois de dois brutamontes darem um espetáculo de porradaria, dentro do carro da polícia estavam os dois sem nenhuma marca no rosto. Meio absurdo, né ?!O nome do filme já diz: Velozes e Furiosos, Toretto e O'Connor foram para a rua, ganharam vários carros em corridas e não vimos nenhuma delas. Onde estão os velozes? Há somente o absurdo de dois carros puxando um cofre de 20 toneladas. São dois "muscle cars", talvez com 600 cavalos cada um, mas não rola. E não bastasse isso tudo, nosso herói puxa o cofre sozinho na ponte Rio-Niterói, arremessando o cofre de uma lado para outro. Alguns amigos dirão que ele estava com uma carga extra de NOS (Óxido Nitroso). Para se ter uma idéia da potência os motores de retrofoguetes da Vostok possuiam um empuxo de 15,83 kN e usavam como propelente o óxido nitroso.Bom, a dublagem foi bizarra, poderiam ter aproveitado atores nacionais, que seria excelente. A toda hora circundar o Cristo Redentor, foi um excesso, existem vários pontos tirísticos a serem explorados. Mas o filme é o melhor da série e agora é esperar "Velozes e Furios 6" para a explicação do retorno de Letty (Michelle Rodriguez.Abraços

     
  7. Diego Leal

    18/05/2011 at 3:33

    Bom nao tenho como opinar ate pq nao assiti,mas imagino como sera.Oque é q tem no final do filme q todos gostam??

     
  8. Lendo Cinema

    18/05/2011 at 3:52

    Diego, seleciona o quadro em branco que vc vai ver!

     
  9. Bruno BRS

    18/05/2011 at 10:57

    Não ví o filme ainda. Mas com certeza verei, só não sei se no cinema. Sou fã de corridas e, o primeiro filme caiu como picolé no verão para mim. As sequências foram mudando mas… já ví tantas coisas bisonhas que esses filmes são até bons. Gostei bastante do 2, ainda mais com a dublagem do Briggs para o Tyrese Gibson, muito doida… e muitos odeiam esta sequência, rssss.

     
  10. Caio Abi"

    19/05/2011 at 0:40

    Aumenta esse link para os comentários, fiquei procurando feito louco.Bem, tem umas falhas na história. Um Agente Federal norte americano não tem poder policial aqui. Eu limpo a bunda com o distintivo dele.Dublagem sempre é péssima, por isso prefiro assistir em inglês.Sobre mudarem a história do local e fazerem o que quiserem do história, isso já é normal.Resumindo: Policia brasileira, mais específica a do Rio de Janeiro, mataria todos eles "fodões" se não pagassem o "arrego". E tenho dito! rs

     
  11. Dani

    22/05/2011 at 21:39

    Fraquinho, esperava muito mais;O filme se perdeu em vários momentos, virando para nós cariocas uma grande comédia: * Quando confundiu o Brasil com o México/Porto Rico, criaram até um deserto no Rio … sacanagem, sou mais as nossas praias; * Dois carros carregando um cofre forte pela cidade foi demais. A parte de "Velozes", tão esperada como nas outras edições, não aconteceu… uma grande ficção, que deixou muito a desejar.

     
  12. Caio Abi"

    02/06/2011 at 7:08

    Meu irmão, eu me perdi para achar o link dos comentário de novo. Sou eu o lerdo? Acho que sim =/QUEM NÃO QUISER SPOILER NÃO CONTINUE LENDO MEU COMENTÁRIO!!!Vamos lá, meu último comentário foi em relação ao que você disse. Agora que já vi o filme posso comentar melhor.Eu vi no áudio original e com as falas que deveriam ser originais, algumas falas foram dubladas!!!!!!!!!Quando um bandido disse algo que deveria ser um palavrão, simplesmente saiu "seus desgraçados" e a boca mexeu pra outra coisa. Um policial federal norte americano veio ao Brasil e de cara esculacha um policial brasileiro e detalhe que ele não tem moral alguma aqui, os responsáveis deveriam ser somente brasileiros para prender os suspeitos. Por isso que muitos ficam impunes quando fogem do país.Ele simplesmente destrói a favela e não aparece um policial brasileiro. Ai MEU DEUS! Já ia esquecendo eles subindo uma favela com meia dúzia de gato pingado intimidam bandidos? MEU DEUS DO CÉU o BOPE só intimida na bala. Isso foi quando começaram minhas frustrações.Não sabia que no rio existia trens de viagens que digamos quase luxo. Roubam carros de um batalhão apenas pulando muros e saem por onde? Pela porta da frente? Também não sabia que nossos carros brasileiros eram fabricados com tração traseira e tinham equipado auto-falantes.Resumiram a nossa polícia toda em corruptos (tá, tudo bem, estamos quase lá, mas sei que existe outros bons).A policial brasileira simplesmente diz no final "você está preso" com sotaque norte-americado."Dom" em um determinado momento diz "This is Brasil" e todos apontam armas para os agentes, ficou parecendo de novo que lá não tem bandidos que aqui é só isso. Policiais corruptos e bandidos.Dois carros com aproximadamente 2 toneladas "matam Newton" quando conseguem com 4 toneladas puxar um cofre de 10 toneladas chumbado em uma parede de concreto.Em uma perseguição surgem carros que não sei se estou certo mas não existem no Brasil e eram carros públicos.Destroem fugindo com o cofre carros, um banco que deveria estar pintado já que os padrões brasileiros são pintar bancos, paredes de concreto e simplesmente não perdem velocidade com os carros mega rápidos e super potentes.No final o fodão do "Dom" tira o cabo que está no carro do Brian e dá um "cavalo de pau" parando o carro, nisso o cofre continua e o carro "segura" o cofre em se movimentar fazendo com que Newton se revire no túmulo, aí ele com 2 toneladas resolve puxar 10 toneladas em asfalto que tem uma puta atrito e ligando o nitro facilmente ele puxa o cofre.RESUMINDO……………FRUSTRANTE TER ASSISTIDO O FILME!!!!!!E detalhe que amo muito a série, nunca perdi um filme.Só que se passando na "minha casa" acho que conheceria mais.Comentário da namorada: Para ver mentira preferia ter ido ver Piratas do Caribe que pelo menos é fantasia.Acho justo o comentário dela.

     
  13. MysteryRoberto

    01/07/2011 at 2:14

    bando de burro!!, isso é V&F seus idiotas!! esquecem o sentido das coisas, o filme veio só pra ação e só isso já basta!!!! vocês ficam reparando cada detalhe absurdo que PELA AMOR DE DEUS!! vocês são muito otários!!..eu que sou fan da série a anos!!! amei esse 5° filme, pois todos os V&F não tem sentido algum, e isso que é foda na s[erie!!…..e ponto final!!P.S: "vecê acredita em fantasma??"..cara, a cena extra do filme foi muito MAIS MUITO ARREPIANTE

     

Comente aqui!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: